Image Hosted by ImageShack.us
By Geyse Ortega

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Em dois dias, 142 animais da Região Serrana ganharam um novo lar

As imagens da tragédia das chuvas na Região Serrana tocaram fundo a alma dos cariocas. Uma delas, em especial, comoveu idosos, adultos e crianças. Tratava-se de um cachorro ao lado de um túmulo. Inicialmente foi dito que era Caramelo zelando a sepultura da dona. Na verdade, Caramelo era Joe, o cachorro do coveiro.

O engano, no entanto, serviu para mostrar à população a difícil realidade dos animais abandonados na região. E o voluntariado começou a se mexer.
Mais de dez dias após a tragédia, já são mais de 50 protetores de animais que vem resgatando e cuidando dos gatos e cachorros perdidos. Agora, é hora de encontrar um novo lar para eles.

Em dois dias de feira de adoção realizadas na Zona Sul do Rio, 142 bichinhos ganharam novos donos. Na feira realizada no Parcão da Lagoa Rodrigo de Freitas, não faltou quem quisesse apagar da memória dos bichinhos os dias de fome e horror. Eram 30 cachorros e 12 gatos, mas as senhas para levar um bichinho para casa passavam de 82, e ainda havia muita gente interessada em adotar.
As irmãs Gabriela, de 6 anos, e Sophia, de 4 anos, não conseguiram pegar uma senha, mas prometeram voltar na semana que vem para levar um cachorrinho para casa.

Quem chegou cedo ao Parcão teve tempo para escolher com calma. O consultor financeiro Pedro dos Santos chegou ao local às 6h20m e foi o primeiro a sair de lá com o cãozinho: — Estou levando o cachorro para minha filha de 4 anos. Escolhi essa porque ela estava chorando muito. Os donos dela morreram e, agora, ela vai ter uma nova família.

Até o dia 8 de março, serão realizadas novas feiras de adoção.

Fonte: Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grupos do Google
Participe do grupo Cantinho da Cherry
E-mail:
Visitar este grupo